Reitor do Instituto Federal de São Paulo e Diretor do Câmpus São José do Rio Preto visitam prefeito Edinho Cursos de capacitação profissional devem começar ainda neste semestre

O prefeito de Rio Preto Edinho Araújo recepcionou na  sexta-feira (23/4) o reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) Silmário Batista dos Santos e o novo diretor-geral do IFSP, unidade Rio Preto, Marcos Amorielle Furini.

Durante o encontro, o diretor Marcos Amorielle destacou que a sede de Rio Preto tem um grande desafio pela frente, mas que parcerias municipais e regionais serão necessárias para dar continuidade ao projeto na cidade. “A expectativa é de que os cursos sejam iniciados ainda neste semestre. O Instituto irá trabalhar com cursos de formação inicial e continuada em várias áreas. Já os cursos regulares previstos nas audiências públicas dependem da liberação de código de vagas pelo Ministério da Educação”, afirmou.

O prefeito Edinho Araújo falou sobre a necessidade do início dos trabalhos no IFSP em Rio Preto, principalmente para a qualificação dos profissionais afetados durante a pandemia.

“Estamos ansiosos pelo início das atividades em Rio Preto. Vários setores encontram dificuldade para contratação de mão de obra qualificada. Essa é uma questão que nos afeta diretamente, pois sem o profissional qualificado a nossa produtividade e competitividade ficam comprometidas”, reforça o prefeito.

O reitor do Instituto Federal de São Paulo Silmário Batista dos Santos disse que a Educação e o IFSP enfrentarão grandes desafios.

“Sei que é possível, desde que façamos, juntos, uma gestão competente. O IFSP foi um pedido do prefeito Edinho Araújo, ainda no ano de 2017. Um trabalho árduo que começa dar seus primeiros frutos”, completou.

O prédio do Instituto Federal de São Paulo está localizado no Jardim Congonhas, onde funcionava o antigo Cefam (Centro Específico de Formação e Aperfeiçoamento do Magistério), em imóvel doado pela Prefeitura. Foram investidos no local cerca de R$9,5 milhões, destinado pelo MEC.

A unidade de Rio Preto conta com 20 salas de aula, 10 laboratórios, quadra coberta, auditório, biblioteca e refeitório. Serão ofertados cursos de técnico em artes visuais e técnico de produção de áudio e vídeo. Estão também previstas reuniões frequentes com a comunidade e demais gestores para estabelecer ainda cursos tecnológicos e outros temas.

Marcos Amorielle Furini
Tem graduação, mestrado e doutorado em Engenharia Elétrica, todos obtidos pela UNESP – Campus de Ilha Solteira. Ingressou como professor da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica em 2010 no Instituto Federal do Paraná – Campus Jacarezinho, exercendo as atividades de coordenador de estágios e coordenador do curso técnico em Eletromecânica de 2010 a 2011. Em 2011, foi nomeado professor do Instituto Federal de São Paulo – Campus Votuporanga, atuando como coordenador da Área de Indústria de 2012 até agosto de 2013, quando foi eleito diretor-geral do Campus Votuporanga. Atuou como diretor-geral desse Campus de agosto de 2013 até abril de 2021. Participou como membro do Conselho de Ensino do Instituto Federal de São Paulo de 2016 a 2020 e desde 2020 é membro do Conselho Superior desta instituição. Além disso, atuou em diversos comitês, grupos de trabalho e comissões da instituição, tais como o Comitê de Alimentação Escolar e a Comissão de Planejamento e Análise Estratégica no período de Calamidade e Excepcionalidade. Foi nomeado diretor-geral do Campus São José do Rio Preto pela Portaria n. 2547/IFSP de 13 de abril de 2021.

Veja Também

Prefeitura inicia cadastro para uso de espaços públicos

Ofício deve ser protocolado na Secretaria de Esporte e Lazer – SMEL A Secretaria Municipal …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *