Startup de entretenimento lança projeto para volta às aulas nas escolas

Plataforma de histórias infantis em áudio vai
trabalhar o tema da saúde na volta às aulas presenciais.

A Freestory, primeira plataforma do Brasil de histórias infantis em áudio e 100% autorais, lança um novo produto: a Freestory Educação. Com o lançamento, a startup de entretenimento tem a intenção de colaborar com escolas de todo o país no ensino de disciplinas extracurriculares, como saúde, nutrição, empreendedorismo, direito e finanças pessoais.
Criada em 2020, durante a pandemia de Coronavírus, a Freestory é uma iniciativa da psicóloga Mariane Menegatti e do jornalista, escritor e roteirista Ibraim Gustavo, e é voltada ao público infantil.
A primeira fase da startup é baseada na série Aventurados, que conta o dia-a-dia de quatro amigos – Meg, Ed, Vic e Tom – em suas diversas aventuras. Segundo Ibraim Gustavo, que é Head de Criação e Inovação da Freestory, a plataforma está em sua terceira fase: “Depois de Aventurados, outros autores, de várias partes do Brasil, estão chegando para incrementar o menu de opções do assinante. E agora, estamos iniciando a terceira fase, que também são histórias autorais, mas voltadas à alunos do Ensino Infantil”.O Retorno das Atividades Presenciais nas Escolas
Como projeto inaugural dessa nova fase, a ser lançado no primeiro semestre de 2021, foi escolhido o tema Retorno às Atividades Escolares Presenciais, abordando junto aos alunos como será o mundo no pós-pandemia e, em parceria com os colégios, fornecendo as instruções necessárias para que os estudantes e seus familiares sintam-se seguros para o retorno das atividades nas escolas.
“Dada a presente ocasião pela qual o mundo atravessa, e a importância da discussão do tema por todos os membros da sociedade, a Freestory, em sintonia com mentores e consultores, identificou esse conteúdo como o mais apropriado para a iniciar as atividades da Freestory Educação, em colaboração com escolas e instituições de ensino”, afirma a psicóloga e Head de Conteúdo Cognitivo da Freestory, Mariane Menegatti.
Tanto a saúde física quanto a saúde mental serão trabalhadas em sala de aula, porém com o auxílio do storytelling, “uma ferramenta poderosa para encantar e engajar as crianças. Com as histórias, podemos falar sobre diversos assuntos com os estudantes, atraindo a atenção de todos para pautas importantes da vida”, conta Ibraim Gustavo.
Serão trabalhados assuntos, como: higienização das mãos; distanciamento social; uso da máscara no trajeto para a escola, durante a aula e nos locais comuns do colégio, entre outros temas que visam facilitar o trabalho da escola quanto às recomendações sanitárias, e a compreensão dos alunos em relação às possíveis dificuldades que poderão encontrar no retorno das atividades escolares presenciais

Multidisciplinaridade envolvida na Construção das Histórias
Além de Mariane Menegatti, que é a psicóloga responsável pela área de saúde mental, o projeto é fruto do trabalho colaborativo de muitos profissionais, como Paula Wulkan, que é médica dermatologista, com atualização em Laser pela Harvard Medical School (EUA).
Além dela, participam também o escritor e cientista social Victhor Fabiano, o produtor musical Vitor de Oliveira, e a pedagoga e storyteller Juliane Menegatti, que assina a metodologia pedagógica, de acordo com as orientações da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), associadas aos mais inovadores documentos internacionais de design de currículos da Educação Básica.
Além deles, há ainda outros profissionais que integram o time, como a pianista, concertista e compositora, Juliana D’Agostini; o CMO da Freestory, João Turolla; e o nutricionista Murilo Camano.
Para conhecer melhor o projeto e ter mais informações, acesse o site ou o Instagram.

Veja Também

Exposição no Shopping Cidade Norte traz réplicas de motos feitas de papelão

A mostra “Arte Fora da Caixa”, assinada pelo youtuber Henry Gonçalves Martins dos Santos”, segue …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *