Mulheres são maioria no programa Bolsa Trabalho

A participação feminina no Programa Bolsa Trabalho, iniciativa que oferece qualificação e empregabilidade para a população mais vulnerável do estado, atingiu marca histórica: 94% das vagas na primeira etapa foram preenchidas por mulheres. O Programa do Governo do Estado de São Paulo é desenvolvido pelas secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Governo e realizado em parceria com municípios cadastrados no programa.

Mais de 40 mil mulheres de 634 municípios recebem R$ 540 por mês e realizam atividades de trabalho em órgãos públicos municipais e estaduais. A carga horária é de quatro horas diárias, cinco dias por semana, e o benefício poderá ser pago por cinco meses consecutivos. Além disso, é ofertado um curso de qualificação profissional e apoio à empregabilidade, por meio dos Postos de Atendimento ao Trabalhador (PATs).

Regina Paula de Souza, 52 anos, uma das participantes do Programa, conta como está se beneficiando com a iniciativa. “Essa oportunidade apareceu em uma ótima hora, pois estava desempregada há quatro anos e, agora, trabalhando quatro horas por dia, ainda tenho tempo para estudar e fazer encomendas de salgados para ter uma renda extra. No meu bairro muitas vizinhas também estão participando do Bolsa Trabalho e todas estão muito agradecidas e contentes.”

Em janeiro deste ano, o Governo de SP anunciou 150 mil vagas para 2022 com prioridade para mulheres. Para a maior expansão do Bolsa Trabalho na história, foram investidos mais de R$ 415 milhões. Ao longo dos próximos meses serão lançadas mais inscrições para preenchimento de todas as vagas.

Para participar é necessário ser maior de 18 anos, residente do estado de São Paulo, desempregado e com renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa.

Sobre o Bolsa do Povo Trabalho

Com a promulgação da Lei nº 17.372, de 26 de maio de 2021, o Programa Emergencial de Auxílio-Desemprego passou a integrar o programa Bolsa do Povo denominado Bolsa-Trabalho, que concentra a gestão dos benefícios, ações e projetos, com ou sem transferência de renda, instituídos para atendimento de pessoas em situação de vulnerabilidade social no estado de São Paulo.

Sobre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico exerce um papel fundamental para a retomada do crescimento econômico do Estado para atrair investimentos, fomentar o empreendedorismo com foco na geração de emprego e renda e incentivar a inovação tecnológica. Além disso, oferece qualificação profissional para atender as demandas atuais e futuras do mercado de trabalho.  Entre os principais programas da pasta destacam-se o Bolsa Trabalho, Bolsa Empreendedor, IdeiaGov, Banco do Povo, Empreenda Rápido e Minha Chance.

No total, são 11 órgãos vinculados à secretaria como o Centro Paula Souza,  Instituto de Pesquisas Tecnológicos (IPT), Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e Universidade de São Paulo.

Veja Também

Prefeitura inaugura terminal descentralizado no Jardim das Oliveiras

A Prefeitura de Rio Preto, por meio das Secretarias de Obras e de Trânsito, Transportes …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.