CLÍNICA DERM FALA SOBRE CÂNCER DE PELE

Com mais de 180 mil casos ao ano, o Câncer de pele é o tipo mais frequente no Brasil segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA)

Desde 2014, a Sociedade Brasileira de Dermatologia promove o DEZEMBRO LARANJA, iniciativa que faz parte da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer da Pele. Desde então, sempre no último mês do ano, são realizadas diferentes ações para informar a população sobre as principais formas de prevenção e a procurar um médico especializado para diagnóstico e tratamento.

Presente nas ações desde a primeira edição, em 2020 a Clínica Derm em São José do Rio Preto preparou diversas ações educacionais contra o câncer de pele que é o tipo de câncer mais incidente no Brasil e que se descoberto no início, tem mais de 90% de chances de cura.

Segundo o médico dermatologista Dr. João Pedro C. Pereira, o problema em nossa região se torna ainda mais grave e frequente devido a nossa posição geográfica, clima tropical com temperaturas bastante elevadas e sol intenso. “No Brasil, temos uma alta incidência solar durante todo o ano, e apesar dos programas educativos, percebemos que grande parte dos brasileiros ainda não se protege adequadamente do sol lembrando apenas quando vão a praia ou piscina.” Afirma.

Além do uso do filtro solar diário para pessoas que tem atividades em áreas expostas outros acessórios também são importantes na prevenção como bonés,  chapéus, óculos escuros, lenços, bandanas, guarda-chuvas, guarda-sol e hoje também é possível utilizar  maquiagens com filtro solar  e cremes dermatológicos para o rosto. Em ambientes como praia e piscina vale lembrar a repetição da aplicação em períodos principalmente entrando na água.

O câncer de pele é um tumor formado por células da pele que sofreram uma transformação e multiplicam-se de maneira desordenada e anormal dando origem a um novo tecido (neoplasia), atingindo principalmente pessoas de pele branca ou que se expõem muito a luz solar.

São três os tipos mais frequentes, originários de diferentes células que compõem a pele: Carcinoma Basocelular, Espinocelular e Melanoma, que podem se assemelhar a pintas, eczemas ou outras lesões benignas, sendo assim, conhecer as regiões onde existem pintas faz toda a diferença na hora de detectar qualquer irregularidade.  Entre os sintomas mais comuns estão:

  • Uma lesão na pele de aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida, com crosta central e que sangra facilmente;
  • Uma pinta preta ou castanha que muda sua cor, textura, torna-se irregular nas bordas e cresce de tamanho;
  • Uma mancha ou ferida que não cicatriza, que continua a crescer apresentando coceira, crostas, erosões ou sangramento.

Além de todos esses sinais e sintomas, melanomas metastáticos podem apresentar outros, que variam de acordo com a área para onde o câncer avançou. Isso pode incluir nódulos na pele, inchaço nos gânglios linfáticos, falta de ar ou tosse, dores abominais e de cabeça, por exemplo.

Dr, João Carlos Pereira, dermatologista, diretor responsável  da Clínica Derm antecipa uma importante dica: “ Na hora de comprar protetor solar não se esqueça que o FPS está ligado à proteção contra os raios UVB que são responsáveis pelas queimaduras do sol e câncer de pele e UVA, responsáveis pelo envelhecimento da pele e manchas, por isso, é indicado o uso de no mínimo protetor solar com FPS 30 para manter a pele saudável e jovial “.

Veja Também

Prefeitura cede uso de terreno municipal para projeto social

Os locais serão destinados ao uso coletivo, para promoção social O prefeito de Rio Preto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *